Comparador de cursos universitários

Ainda não adicionou cursos ao comparador.
Utilize o motor de busca e compare cursos

Estudar em Suécia

Estrutura do sistema educacional

A escolaridade obrigatória na Suécia dura nove anos e é oferecida nas escolas de educação básica para crianças de 7 a 16 anos. De acordo com a Lei de Educação, a escolaridade é obrigatória para todas as crianças residentes na Suécia.

O ano letivo organiza-se em dois semestres: o semestre de outono, que vai de meados de agosto até as festas de Natal; e o semestre de primavera, da segunda semana de janeiro até meados de junho. No primeiro semestre, há uma semana de férias no final de outubro, além das férias natalinas. No segundo semestre, são dois períodos de férias: um em fevereiro e por volta da Semana Santa.


Desde julho de 2011, vigora uma nova lei de educação (2010:800) que implicou mudanças importantes na organização do ensino, com uma nova escala de avaliação dos estudantes e com uma distinção mais clara entre programas pré-universitários e programas profissionais, depois de finalizada a educação obrigatória.


São realizadas Provas Nacionais para algumas disciplinas do ensino obrigatório no 3º, 6º e 9º ano. No ensino não obrigatório, há Provas Nacionais no Ensino Médio e no supletivo e provas de sueco para imigrantes.



REGRAS DA EDUCAÇÃO

O Ministério de Educação e Pesquisa da Suécia, através da Lei de Educação aprovada pelo Parlamento (Riksdag), estabelece a legislação geral relativa aos programas, objetivos e diretrizes para a organização da educação pré-escolar, para a educação obrigatória e para a não obrigatória. Os municípios, ou os proprietários no caso das escolas particulares, junto aos diretores das escolas, são os principais responsáveis pela atividade escolar.


A maior parte das instituições de ensino é financiada por meio da arrecadação municipal. Mais de 40 % do orçamento municipal destina-se à educação. A Diretoria Nacional de Educação (Skolverket) administra o financiamento e as subvenções do estado. Decide os programas das disciplinas e fornece e divulga informações sobre o sistema de ensino. O Ensino Superior incumbe à Diretoria Nacional de Educação Profissional Superior (Yh- myndigheten) e à Diretoria Nacional de Educação Superior (Högskoleverket).


A Administração Nacional de Pedagogia Especial (Specialpedagogiska skolmyndigheten) é responsável pelas oportunidades de desenvolvimento e educação dos alunos com necessidades pedagógicas especiais e a Inspetoria de Instituições de Ensino (Skolinspektionen) supervisiona a qualidade das escolas de todo o país.




OBRIGATORIEDADE E ETAPAS DO SISTEMA EDUCACIONAL

O sistema educacional sueco oferece vários tipos de aprendizagem e de educação concebidos para pessoas de diversas idades e com diferentes necessidades e capacidades. Entenda a seguir:


Educação Infantil e Pré-escolar
A Educação Infantil, de 1 a 5 anos, está estruturada para que se concilie com a vida familiar, sobretudo para os progenitores que trabalham ou estudam. A tradição sueca no ensino pré-escolar valoriza a importância do jogo na aprendizagem e desenvolvimento da criança. A educação não é obrigatória até o ano em que a criança completa sete anos, mas desde os seis anos todos têm direito a uma vaga na pré-escola, até que se inicie a escolaridade obrigatória. Quase todos frequentam a pré-escola, mais direcionada a estabelecer as bases para a futura escolaridade.


Educação obrigatória
A educação obrigatória é gratuita e inclui formação, material didático e alimentação em refeitório escolar. Como regra, a escolaridade é obrigatória dos 7 aos 16 anos, mas a grande maioria frequenta as aulas desde os seis anos. É denominada Educação Básica e estrutura-se em nove séries, divididas em três ciclos. O primeiro ciclo (lågstadiet) compreende os três primeiros anos, o segundo ciclo (mellanstadiet) vai do 4º ao 6º ano e o terceiro ciclo (högstadiet) corresponde ao período do 7º ao 9º ano.


Os alunos têm acesso a médico e enfermaria escolar e através deles podem obter ajuda de um terapeuta social ou de um psicólogo, caso necessário. Os alunos de 6 a 12 anos podem receber atendimento pedagógico ou atividades extracurriculares, geralmente em coordenação com a escola, antes e depois do horário escolar (fritids). Este serviço não é gratuito e é pago em função da renda familiar.


As antigas qualificações de insuficiente (U- Underkänd), aprovado (G- Godkänd), notável (VG/Väl godkänd) e excelente (MVG/Mycket väl godkänd) foram substituídas por uma nova escala de notas de A a F, que entrou em vigor a partir do período 2011/2012. As notas de A a E indicam aprovação e a nota F indica resultado insuficiente. Até então, os alunos não recebiam notas até o 8º ano, mas, devido à nova reforma, as avaliações ocorrem desde o 6º ano. Com as notas finais do 9º ano, solicita-se a vaga no Ensino Médio.


Ensino Médio
É também gratuito, em termos similares à educação obrigatória. Em função das notas obtidas na educação obrigatória, os estudantes têm direito aos três anos de Ensino Médio. Podem iniciá-lo até a primeira metade do ano em que completam vinte anos e, uma vez atingida esta idade, podem estudar na educação secundária para adultos (Vuxenutbildning). 

Há dezoito programas nacionais: doze deles são mais direcionados à formação profissional e seis à formação pré-universitária. Todos incluem nove disciplinas em comum, juntamente às disciplinas específicas de cada programa, trabalho de conclusão de curso e estágios de formação em locais de trabalho. Ao finalizar qualquer um destes programas, obtém-se o diploma de Ensino Médio, ou Slutbetyg, que dá acesso à universidade. 

Até a última reforma na educação, era suficiente a aprovação em sueco, matemática e inglês na educação obrigatória para a obtenção de uma vaga no Ensino Médio. Entretanto, com a nova Lei de Educação, além dessas três disciplinas, é necessária aprovação em outras cinco, caso o aluno queira realizar um programa de formação profissional, e em outras nove, no caso de um programa pré-universitário. No Ensino Médio, as notas de avaliação ao final de cada curso são atribuídas de acordo com a mesma escala de notas da educação obrigatória.


Caso não sejam atingidos os requisitos para cursar um programa nacional de Ensino Médio, podem ser realizados um dos cinco programas de introdução com os quais não se obtém o diploma de Ensino Médio e que estão mais orientados à vida profissional ou ao estudo posterior em um programa nacional.


Ensino Superior
O ensino é gratuito e podem ser solicitadas bolsas e empréstimos para gastos de material, hospedagem e manutenção. Não há limite de idade para o ingresso. É necessário haver concluído algum dos programas nacionais de Ensino Médio e, apesar de não ser obrigatório, podem ser realizados exames de ingresso para melhorar as possibilidades de ingressar na carreira escolhida. Muitas carreiras exigem requisitos específicos e/ou ter cursado determinadas matérias no Ensino Médio.


Formação profissional
Atualmente, coexistem dois tipos de Educação Profissional Superior, a Yh ou Ensino Politécnico e a Ky ou Educação Profissional Superior. Quando o período de transição estiver finalizado, espera-se que todos os estudos sejam do tipo Yh. Ao finalizar um programa de um ano de duração, obtém-se um diploma e, no caso de programas de dois anos, obtém-se um diploma avançado.


Formação universitária
Há dois tipos de instituições universitárias: Högskola ou Escola Superior e Universitet ou Universidade. A Escola Superior oferece todos os estudos universitários, exceto programas de pesquisa. As universidades oferecem todos os níveis de formação universitária. Há três universidades suecas entre as 100 primeiras no ranking acadêmico mundial de universidades: Karolinska Institute, Uppsala University e Stockholm University.

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.